saiba-o-que-e-um-antibiograma-e-descubra-a-sua-importancia.jpeg

Saiba o que é um antibiograma e descubra a sua importância!

Por mais que haja um cuidado constante com a saúde, o ser humano não consegue controlar a exposição e contágio de certas doenças, como as infecções. Existe um exame recomendado para essa situação: o antibiograma. Mas o que é antibiograma? Trata-se do exame recomendado para avaliar a resistência do microrganismo ao antibiótico, no caso dessas enfermidades provocadas por bactérias. 

O antibiótico que inibir o crescimento das bactérias é o indicado para tratamento da infecção. Porém, se os antibióticos não derem resultado, significa que a bactéria não é sensível ao antibiótico em questão. Quando um paciente chega ao consultório, por meio da anamnese clínica, o médico conseguirá diagnosticar e receitar o remédio que será utilizado no tratamento.

Contudo, uma constatação mais eficiente — ou nos casos em que o medicamento inicial não surtiu efeito —, só será possível com solicitação de um antibiograma. Dessa forma, garante-se a exatidão na escolha do fármaco que vai exterminar o problema.

O principal objetivo dessa técnica laboratorial é impedir o uso de antibióticos imprecisos e preservar a resistência do usuário. Continue a leitura e tire as suas dúvidas sobre o assunto!

O que é antibiograma MIC?

O antibiograma é também conhecido por Teste de Sensibilidade a Antimicrobianos (TSA). Ele é um exame que identifica a sensibilidade da bactéria aos antibióticos, possibilitando que o médico indique qual o antibiótico mais aconselhado para agir sobre a infecção do paciente. 

Os antibiogramas MIC são as amostras in vitro para precisar a sensibilidade dos agentes microbianos aos antibióticos, isto é, a média de concentração que pode acarretar alguma inibição no crescimento do microrganismo em questão.

Pelo fato de fornecer a menor concentração de antibiótico que inibe (MIC) ou mata (MBC) o microrganismo, o teste é bastante benéfico para acompanhamento do tratamento de infecções bacterianas, como nas meningites, endocardites, osteomielites, septicemias e outras infecções.

Normalmente, esse exame é feito juntamente com a cultura de secreções, como urocultura (urina) ou hemocultura (sangue), por exemplo, pois é o exame que identifica se há de fato uma infecção e também qual o microrganismo é responsável por ela.

Logo, uma urocultura de bactérias é realizada, e a secreção extraída do indivíduo é introduzida em um meio que seja nutritivo para as bactérias. Em um prazo de aproximadamente 15 dias, o objetivo é de alimentar as bactérias em uma cultura e observar quais tipos de fungos ou bactérias cresceram nesse meio.

O que é CIM antibiograma?

Na microbiologia, a CIM (concentração inibitória mínima) é a concentração mais reduzida de um produto químico que bloqueia o crescimento visível de uma bactéria, isto é, que tem atividade bacteriostática. Já na MBC (concentração bactericida mínima) é a concentração que ocasiona a morte microbiana, isto é, a concentração na qual é bactericida.

Os testes de diluição fundamentados em diluições ordenadas de antibióticos em caldo ou ágar disponibilizam uma estimativa de CIM. O seu valor é o parâmetro de referência para determinar a sensibilidade de um dado microrganismo. Normalmente, o antimicrobiano que apresentou a menor CIM é apontado como a alternativa mais eficaz de tratamento.

Todavia, análises corretas da CIM devem levar em conta as propriedades a farmacocinéticas e também a resposta clínica do respectivo antimicrobiano em eliminar a bactéria nas diferentes regiões do corpo.

Qual é a importância do antibiograma?

Depois de saber o que é antibiograma, é muito importante saber sua importância. Ele é fundamental no auxílio médico, pois garante que o enfermo seja submetido ao recurso terapêutico mais eficaz. Como já compartilhamos, o exame tem a função de determinar a vulnerabilidade ou resistência de uma bactéria a determinados antibióticos.

Desse modo, o procedimento identifica contra quais medicamentos o micróbio é resistente. Assim, evita-se o uso de substâncias que ele já desenvolveu, aumentando a probabilidade de um tratamento eficaz.

Essa avaliação tem o propósito de evitar o uso de remédios imprecisos. Caso a infecção não seja totalmente curada, ela pode voltar a se manifestar de uma forma mais aguda. Nessa situação, o tratamento pode ser ainda mais difícil.

Como o exame é realizado?

Quando o médico solicita o antibiograma, o paciente deve procurar um laboratório de análises clínicas para realizá-lo. Apesar de ser realizado geralmente com amostra de sangue ou de urina, conforme comentamos, também é possível fazê-lo com catarro, fezes, saliva ou células contaminadas.

Após a coleta, o espécime será cultivado em meio favorável ao seu desenvolvimento e multiplicação. Estes formarão colônias no meio de cultura quando forem utilizadas secreções ou urinocultura. Com isso, as colônias de bactérias já estarão formadas, após cerca de 48 horas do início da cultura.

Depois de constituídas, as colônias serão expostas aos antibióticos para que a sensibilidade ou resistência seja reconhecida. A substância que destruir a atividade microbiótica — aquela capaz de inibir e matar as bactérias — será a receita mais poderosa para o indivíduo em questão.

Em quanto tempo o exame fica pronto?

Geralmente, o resultado fica disponível de três a cinco dias após a coleta. Entretanto, nas ocorrências em que o médico não pode esperar a diagnose para início da intervenção, costuma-se iniciar o tratamento por meio da antibioticoterapia empírica.

Trata-se de um recurso aplicado com base nos agentes provocadores da doença. Posteriormente, com o resultado em mãos, a troca da medicação poderá ser realizada.

Quando o médico deve solicitar o antibiograma?

No geral, já é suficiente somente a avaliação clínica de um médico para observar o tipo de antibiótico que será eficiente para tratar uma determinada infecção bacteriana, baseado na anamnese e também análise clínica do paciente.

No entanto, pode ocorrer de um médico prescrever um antibiótico e a infecção não acabar. Então, ele pode escolher “tentar empiricamente” um outro tipo de antibiótico ou já solicitar o exame antibiograma.

O antibiograma é um teste essencial que proporciona um tratamento mais rápido e efetivo. Essa análise é o método indicado para a prescrição de antibióticos, de modo a evitar alternativas inapropriadas na cura da infecção.

Por essa razão, é imprescindível que se abandone o mau costume da automedicação, sobretudo dos remédios que combatem o crescimento de microrganismos. Agora que você sabe o que é antibiograma, consulte seu médico, pois ele poderá te orientar em como proceder da forma correta!

Se você gostou do post sobre antibiograma e quer receber mais conteúdos sobre saúde, siga nossa página no Facebook e acompanhe as nossas atualizações!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Share This