qual-e-o-tratamento-para-tireoidite-de-hashimoto.jpeg

Qual é o tratamento para tireoidite de hashimoto?

A tireoidite de hashimoto é uma inflamação crônica, devido ao fato de o organismo produzir anticorpos para atacar as células da tireoide. Alguns de seus sintomas são cansaço, depressão, pele seca e fria etc. Geralmente, eles surgem quando o hipotireoidismo já está instalado. Apesar de não haver cura, a boa notícia é que há tratamento para tireoidite de hashimoto.

É como se o nosso organismo não reconhecesse a tireoide e, por isso, há a produção de anticorpos que podem iniciar um quadro inflamatório — indolor — na tireoide. Com isso, a tireoide apresenta dificuldade de funcionamento. O seu diagnóstico leva em conta sintomas, como lentidão dos reflexos, aumento e endurecimento da glândula e anemia, por exemplo. 

Neste post, falaremos sobre o tratamento para tireoidite de hashimoto e suas complicações. Confira!

Qual é o tratamento para a tireoidite de hashimoto? 

O tratamento para tireoidite de hashimoto, normalmente, é longo e necessita da dosagem do nível dos hormônios algumas vezes por ano. Geralmente, ele só é aconselhado caso haja sintomas ou se houver alguma alteração dos valores de TSH, sendo comumente introduzido com a reposição hormonal, realizada com o uso de Levotiroxina — hormônio tireoidiano — durante 6 meses.

Após este período, é necessário retornar ao médico para realizar uma nova avaliação do tamanho da glândula e também novos exames para identificar se é preciso modificar o remédio ou ajustar a dose. Caso a pessoa esteja com dor ou haja um rápido crescimento da tireoide, pode ser indicado também o uso de corticoides, como a Prednisolona, por um período de 3 a 4 semanas, para aliviar os sintomas.

Contudo, não é só isso, a alimentação também pode impactar muito a saúde da tireoide. Portanto, é indicado realizar uma dieta saudável, formada por alimentos ricos em bons nutrientes para o funcionamento da tireoide, como zinco, iodo ou selênio, por exemplo. 

Quais complicações podem ocorrer?

Quando a tireoidite de hashimoto ocasiona a alteração na produção de hormônios e não é tratada da forma adequada, podem acontecer algumas complicações para a saúde. As mais frequentes são:

  • mixedema — essa é uma condição atípica que normalmente ocorrem em casos bastante avançados de hipotireoidismo, ocasionando o inchaço do rosto e até sintomas mais graves, como perda de consciência e ausência completa de energia;
  • problemas de saúde mental, devido à redução da produção de hormônios da tireoide. Com isso, o organismo perde energia e, por isso, a pessoa fica se sentindo mais cansada, favorecendo as alterações do humor e, até mesmo, o surgimento de depressão;
  • problemas cardíacos, pois pessoas com hipotireoidismo não controlado têm chances maiores de apresentar níveis de LDL elevado no sangue, resultando na elevação dos riscos de problemas cardíacos.

Como vimos, apesar de não ter cura, existe tratamento para tireoidite de hashimoto. Lembrando de que não se deve começar a tomar remédios, nem trocar a dosagem dos medicamentos sem consultar um médico. Logo, o ideal é que sempre que desconfiar de tireoidite, procurar um endocrinologista para realizar os exames necessários e começar o tratamento o mais cedo possível.

Gostou do nosso post? Conseguimos tirar suas dúvidas sobre a tireoidite de hashimoto? Então siga nossa página no facebook e fique sempre bem informado!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Share This