quais-as-consequencias-do-estresse-para-o-corpo-saiba-aqui.jpeg

Quais as consequências do estresse para o corpo? Saiba aqui!

Você já parou para pensar como a nossa rotina é agitada? Muitas vezes, as responsabilidades diárias nos obrigam a acordar cedo e dormir tarde. Casa, trabalho, família e atividade física: várias coisas para fazer e poucos momentos para relaxar e aliviar a tensão. O corpo não consegue se recompor e como resultado surge a exaustão, uma das principais consequências do estresse.

Esse mal tão comum na contemporaneidade é provocado pelas reações químicas que acontecem no organismo, quando estamos sob pressão ou nos sentimos ameaçados. Além disso, o problema surge devido ao excesso de trabalho, autocobrança ou contratempos emocionais.

Inicialmente, reconhecer o estresse pode ser um pouco difícil, porém, se os sintomas persistirem por muito tempo, as alterações físicas começam aparecer e a melhor decisão é procurar ajuda médica para investigar o quadro. Então, para esclarecer suas dúvidas, neste post você vai conhecer as principais disfunções causadas pelo estresse. Confira!

Doenças cardíacas

Viver em euforia ou em preocupação constante são situações inimigas do coração. Quando há tensão emocional, o corpo libera uma grande quantidade de hormônios que atrapalham o funcionamento regular desse órgão central.

Nesse contexto, a pressão arterial pode se elevar. Como a hipertensão é um fator de risco para outras doenças, há possibilidade de infarto, acidente vascular cerebral (AVC) e demais alterações cardíacas.

Insônia

Você sabia que a insônia também é uma das consequências do estresse? A dificuldade para dormir geralmente acontece quando se está preocupado com alguma adversidade. A cabeça permanece ligada e o corpo não encontra oportunidade para relaxar.

Esse empecilho ocorre devido à ação do cortisol — substância que mantém o corpo em alerta. No dia seguinte, as poucas horas dormidas se manifestam em forma de cansaço, visto que o sono é fundamental para a recuperação do organismo.

Problemas digestivos

Pessoas estressadas são possíveis alvos de doenças digestivas. Nessa circunstância, o indivíduo passa muito tempo sem comer ou não mastiga os alimentos adequadamente. Em contrapartida, os movimentos gástricos são alterados, provocam dor e desconforto.

Logo, quem sofre de apreensão constante tem probabilidade de manifestar gastrite, azia, má digestão, náusea e outras enfermidades no estômago.

Falta de memória

Pequenas falhas de memória são comuns no dia a dia, mas quando esse ato se repete com frequência, isso pode ser um sinal de estresse. Se o cérebro é submetido a uma sessão de esforço prolongado, as alterações neuroquímicas que ocorrem nessa condição começam a afetar a saúde mental e, com o tempo, ele pode deixar de funcionar corretamente, o que torna possível perda das ideias, assim como dificuldade de concentração.

Manter uma vida equilibrada é a melhor maneira para evitar as consequências do estresse. Procure fazer atividades físicas regulares e desfrutar de uma boa noite de sono para evitar o desgaste físico e mental. Contudo, se algum dos sintomas apresentados for identificado, busque um médico para fazer o acompanhamento e impedir danos mais graves ao seu bem-estar.

E aí, gostou deste conteúdo? Então, aproveite e baixe agora mesmo o nosso ebook exclusivo sobre infecções. Nesse material você vai entender o que é esse problema, conhecer suas principais causas e sintomas. Fique ligado e mantenha sua vitalidade em dia!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Share This