veja-as-melhores-praticas-para-controlar-a-pressao-arterial.jpeg

Veja as melhores práticas para controlar a pressão arterial

A pressão arterial envolve duas situações diferentes: quando o coração está contraído e quando o coração está relaxado. Esses dois estados acontecem de forma alternada, criando o que chamamos de ritmo cardíaco. As pressões consideradas normais para o estado de contração variam entre 100 mmHg e 140 mmHg e variam entre 60 mmHg e 90 mmHg quando o coração está relaxado.

Para controlar a pressão arterial deve-se levar em consideração dois outros fatores: a força em que o coração bombeia o sangue e o espaço disponível dentro das artérias para a passagem desse volume sanguíneo.

Quando o coração “bate” mais vezes por minuto ou quando há a perda de elasticidade das artérias (ou os dois fatores juntos), ocorre o aumento da pressão no interior das artérias. A elevação persistente dos valores da pressão sanguínea é o que caracteriza o quadro de hipertensão arterial.

 As causas do aumento de pressão e seus sintomas

A causa exata da hipertensão dificilmente é estabelecida, porém sabe-se de vários fatores que são responsáveis pelo favorecimento desse quadro, como: fatores genéticos, idade avançada, obesidade, vida sedentária, má alimentação, excesso de sal, estresse, entre outros.

A maioria dos indivíduos não apresentam sintomas perceptíveis relacionados à hipertensão, exceto quanto trata-se de um quadro mais grave em que pode-se perceber dores de cabeça fortes, vômitos, falta de ar, agitação e a visão borrada.

Os perigos de não controlar a pressão arterial

Se não for controlada, a hipertensão arterial pode ocasionar vários tipos de acidentes vasculares: no cérebro (derrames), no coração (infartos), além de insuficiência cardíaca, angina de peito, insuficiência renal e cegueira devido ao excesso de “força” com que o sangue passa por esses tecidos.

5 práticas para controlar a pressão arterial

Para manter a pressão arterial sob controle, alguns cuidados importantes devem ser tomados:

  • manter o peso e a altura dentro da normalidade. O que nos leva para os próximos itens;

  • manter uma dieta equilibrada. Um dos primeiros passos para controlar a hipertensão é evitar o sal e as bebidas alcoólicas. Além disso é importante evitar comidas gordurosas, uma vez que o excesso de colesterol pode causar o enrijecimento das artérias e a consequente perda de elasticidade;

  • praticar atividades físicas pelo menos 5 dias na semana, ainda que sejam atividades leves como uma caminhada. Mesmo atividades do dia a dia, como subir uma escada, são consideradas atividades físicas;
  • evite o estresse. Procure lidar com os problemas de uma forma mais tranquila para evitar o nervosismo;

  • consultar o cardiologista regularmente. O acompanhamento médico é essencial para que o controle da hipertensão seja feito de forma saudável e segura. 

As dicas comentadas acima abordam mudanças nos hábitos de vida que são necessárias para o controle da hipertensão, embora seja importante ressaltar que também devem ser praticadas por pessoas saudáveis a fim de evitar a ocorrência do problema. 

Em alguns casos, pode ser necessária a utilização de algum medicamento para controlar a pressão arterial, portanto, não deixe de comparecer às visitas ao consultório médico. 

Gostou das dicas e gostaria de saber mais? Siga a nosso Facebook e fique por dentro de práticas e hábitos para manter uma vida mais saudável.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Share This