qual-a-importancia-de-pedir-o-hemograma-completo-entenda-melhor.jpeg

Qual a importância de pedir o hemograma completo? Entenda melhor

O hemograma completo é o exame de sangue mais comumente pedido pelos médicos, fazendo parte da rotina de exames periódicos. Ele consiste na análise das células presentes no sangue e visa detectar desordens como anemia, infecções e mau funcionamento da medula óssea.

A realização do hemograma completo é um procedimento simples, que não requer muito preparo. Apesar disso, o exame pode trazer informações valiosas sobre a saúde do paciente. Continue a leitura para saber um pouco mais sobre ele!

Para que serve o hemograma completo?

O sangue é composto de uma parte líquida, denominada plasma, e de uma parte sólida, composta pelas hemácias (células vermelhas), leucócitos (células brancas) e plaquetas. A contagem e análise da forma desses componentes permite avaliar a condição clínica do paciente.

Assim, o hemograma completo tem como finalidade:

  • avaliar a saúde e identificar doenças;
  • acompanhar a progressão de alguma condição médica;
  • avaliar se o tratamento prescrito está gerando efeitos.

Que informações o hemograma completo traz?

Ao pegar o resultado do seu exame de sangue, você terá acesso a diversas informações. Veja só como interpretar algumas delas:

  • número de células vermelhas: quando abaixo de um determinado valor, é sugestivo de anemia;
  • volume das células vermelhas: enquanto células muito grandes são indicativas de deficiências nutricionais, células pequenas podem estar relacionadas à anemia;
  • quantidade e tipos de células brancas: alterações na chamada “série branca” podem indicar infecções, alergias ou problemas na formação de novas células;
  • número de plaquetas: uma baixa contagem de plaquetas pode representar problemas em conter sangramentos, uma vez que esses componentes são importantes para a coagulação sanguínea;
  • hematócrito: o baixo percentual de células vermelhas em uma determinada quantidade de sangue sugere anemia ou hemorragias;
  • hemoglobina: presente nas hemácias, a hemoglobina transporta oxigênio para todo o corpo. Apresentar deficiência nessa substância é um sinal de anemia.

Quando o hemograma completo é indicado?

Apesar de ser considerado um exame de rotina, o hemograma completo deve ser especialmente solicitado quando o paciente apresenta os seguintes sintomas: fraqueza, cansaço excessivo, inflamações, febre e sangramentos.

A realização do exame é feita a partir da indicação de um médico. É ele o profissional capacitado para avaliar com que frequência o exame deve ser repetido, respeitando o histórico médico do paciente.

Como é o procedimento para coleta do sangue?

O paciente deve se dirigir a um laboratório ou clínica qualificada para que um especialista puncione com uma agulha uma veia periférica. O volume de sangue coletado deve ser o necessário para a realização dos exames pedidos. Caso apenas o hemograma tenha sido solicitado, 1 mL de sangue é suficiente.

Não há necessidade de fazer jejum antes de realizar o hemograma completo. Entretanto, muitas vezes são solicitados outros exames complementares. Nesse caso, é necessário respeitar o tempo de jejum para que os resultados sejam acurados. Por exemplo, o tempo máximo de jejum requerido é de 12 horas e deve ser seguido para avaliação dos níveis de colesterol no sangue.  

Há restrições para realização do hemograma completo?

Não há contraindicações para a realização desse exame. Entretanto, algumas condições podem alterar temporariamente o seu resultado. Por isso, é importante avisar sobre o uso de medicamentos e evitar consumir bebidas alcoólicas nas 48 horas anteriores ao exame.  

Não há impedimentos para que mulheres grávidas realizem o hemograma completo durante o acompanhamento pré-natal. Da mesma forma, crianças, diabéticos e idosos também podem fazer o exame.

Agora que você já conhece a importância do hemograma completo, que tal aproveitar sua próxima consulta para conversar com o seu médico sobre esse exame? E se quiser ficar por dentro de outras dicas de saúde, é só assinar a nossa newsletter e receber mais conteúdos como esse diretamente no seu e-mail. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Share This